domingo, 16 de fevereiro de 2014

O ORGULHO DE NABUCODONOSOR

A sentença sobre Nabucodonosor cumpriu-se imediatamente. Ele foi expulso do meio dos homens e passou a comer capim com os bois. Seu corpo molhou-se com o orvalho do céu, até que os seus cabelos e pelos cresceram como as penas da águia, e as suas unhas como a garras da aves. Dn. 4:33

O que você obtém quando combina um temperamento esquentado, um ego inflado, falta de consciência e poder sem limites? Um antigo rei da Babilônia. 

Nabucodonosor chegou ao poder pouco depois de derrotar os egípcios em uma das mais importantes batalhas da história antiga, e governou o império da Babilônia por mais de quatro décadas, de 605 a 562 a. C. Ele reinou como soberano absoluto de um vasto reino que dominava o antigo Oriente Médio. Analisando aquele longo reinado, Daniel disse o seguinte acerca do monarca: "Homens de todas as nações, povos e línguas tremiam diante dele e o temiam. A quem o rei queria matar, matava; a quem queria poupar, poupava; a quem queria promover, promovia; e a quem queria humilhar, humilhava" (Dn 5:19).

Deus usou Nabucodonosor para disciplinar o povo rebelde de Judá por meio de uma série de invasões devastadoras, culminando com a destruição de Jerusalém e a demolição do templo em 586 a. C. Tropas babilônicas mataram milhares de hebreus e levaram incontáveis milhares de outros para o cativeiro.

Além das conquistas militares, Nabucodonosor criou uma reputação para si por meio de um impressionante programa de construção. Babilônia, sua capital, já era uma cidade antiga em sua época, mas ele a embelezou e a expandiu, criando a metrópole mais impressionate de toda a terra. A cidade se estendia por cerca de quinze quilômetros de muros duplos, com oito potões principais, e se orgulhava de um imenso lago artificial construído para defesa. Nos dias atuais, visitantes, podem observar as ruínas do famoso portão de Ishtar, adornado por tijolos coloridos e imagens em relevo de touros, leões e dragões. Mais de cinquenta templos se espalhavam pelo interior da cidade, sendo o principal deles um zigurate de 110 metros quadrados de case e sete andares de altura, com um altar no topo, a cerca de noventa metros de altura.

Um dia, enquanto olhava de sei palácio para tido o que havia construído, Nabucodonosor exclamou: "Acaso não é esta a grande Babilônia que eu contruí como capital do meu reinado, com o meu enorme poder e para a glória da minha majestade?" (Dn. 4:30).
Naquele momento, o terrível julgamento de Deus caiu sobre ele. Assim como Daniel predissera um anoa antes, Nabucodonosor mergulhou no caos da insanidade (por sete anos ou sete meses; o texto hebraico não é claro). Seus sintomas - viver com os animais, comer capim, pelos crescendo como as penas de uma águia e unhas como as garras das aves. Deus ensinou ao arrogante rei " que o Altissímo domina sobre os reinos dos homens e os dá a quem quer" (Dn 4:25).

Depois de vagar com os animais pelo tempo determinado, Nabucodonosor finalmente recuperou sua sanidade - e também um profundo respeito por um Rei infinitamente mais poderoso que ele. 

" O seu domínio é um dominio eterno", declarou Nabucodonosor; " o seu reino dura de geração em geração. Todos os povos da terra são como nada diante dEle" (Dn 4: 34,35). Talvez o mais impressionante seja a conclusão a que chegou o rei castigado: o Deus todo-poderoso " tem poder para humilhar aqueles que vivem com arrogância" (4:37). A arrogância humana não tem lugar diante da majestade de Deus.

Extraído da Bíblia de Estudo Desafios de Todo Homem
FONTE: http://caminhandocomosenhor.blogspot.com.br/2013/01/quando-o-orgulho-come-capim.html

sábado, 9 de fevereiro de 2013

Sete razões favoráveis a ordenação de mulheres pastoras



Hermes C. Fernandes

Aproveitando o mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, resolvi escrever um artigo sobre o tão polêmico tema. Respeitando os discordantes, quero expor aqui as razões pelas quais defendo a ordenação feminina, tanto ao presbiterato, quanto ao diaconato.

1 – Em Cristo acabam as distinções étnicas, sociais e sexistas
“Nisto não há judeu nem grego; não há servo nem livre; não há macho nem fêmea; porque todos vós sois um em Cristo Jesus.” Gálatas 3:28
Se Deus pode incluir judeus e gentios no ministério, por que não incluiria tanto homens quanto mulheres? Se vamos manter a distinção entre sexos, deveríamos também manter a distinção entre dias, meses, anos, entre judeus e gentios, entre animais limpos e impuros, etc.

2 – A atividade pastoral é, antes de tudo, um dom – O argumento usado por Pedro para justificar a inclusão dos gentios na igreja foi o dom do Espírito que lhes fora concedido da mesma maneira como aos judeus. Como os apóstolos poderiam impedir a sua inclusão? Semelhantemente, a igreja deve reconhecer o dom pastoral que tem sido concedido a indivíduos do sexo feminino. Ordenar nada mais é do que reconhecer o dom. Negar-se a reconhecer o dom conferido por Deus é o mesmo que resistir a Deus. Confira:
“Portanto, se Deus lhes deu o mesmo dom que a nós, quando havemos crido no Senhor Jesus Cristo, quem era então eu, para que pudesse resistir a Deus? E, ouvindo estas coisas, apaziguaram-se, e glorificaram a Deus, dizendo: Na verdade até aos gentios deu Deus o arrependimento para a vida.” Atos 11:17-18
Se os líderes atuais reconhecessem o dom pastoral que Deus tem concedido à mulheres, toda discussão cessaria. Alguns, mesmo reconhecendo do dom, negam o título. Algumas denominações preferem chamá-las de ‘missionárias’, ‘doutoras’, mas jamais ‘pastoras’. Chega a ser ridículo. Em contrapartida, encontramos muitos homens que ostentam o título sem jamais terem sido vocacionados para o desempenho do pastorado. Patético e lamentável.


3 – O Dom de Profecia é dado tanto a homens quanto a mulheres
“E há de ser que, depois derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões.
E também sobre os servos e sobre as servas naqueles dias derramarei o meu Espírito.”
Joel 2:28-29
De acordo com o discurso de Pedro no dia de Pentecostes, tal profecia cumpriu-se cabalmente quando o Espírito foi profusamente derramado sobre os 120 discípulos reunidos no cenáculo. Ora, se as mulheres devem manter-se caladas na igreja, conforme interpretam alguns a instrução paulina, logo, como elas poderiam profetizar? Por linguagem de sinais? rs Lemos em Atos 21:8-9 que Filipe, um dos sete diáconos originais, também reconhecido como evangelista, tinha quatro filhas que profetizavam. E o que seria “profetizar” dentro do contexto neotestamentário? Paulo responde: “o que profetiza fala aos homens, para edificação, exortação e consolação” (1 Coríntios 14:3). Os mesmos que se manifestam contrários à ordenação feminina dizem que o exercício do dom de profecia está ligado à atividade pastoral . O pastor é o profeta da igreja. Através da pregação, ele edifica, exorta e consola. Ora, ora… Seguindo a mesma linha de raciocínio, uma mulher que tenha recebido de Deus tal dom, estaria habilitada pelo Espírito a exercer o ministério pastoral.

4 – O sacerdócio universal dos crentes


Alguém poderá argumentar que embora encontremos profetizas nas Escrituras, jamais encontramos sacerdotisas. Mas peraí… Cristo não substitiu o sacerdócio levítico por um eterno, onde todos somos igualmente sacerdotes?
“Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo (…) Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz.”
1 Pedro 2:5,9
Eis um dos pilares da reforma protestante. Todos os crentes são sacerdotes, sem importar seu gênero. Manter a distinção entre clero e leigos é um ranço indesejável que herdamos do romanismo. E como sacerdotes, temos duas atribuições: a) oferecer sacrifícios espirituais a Deus b) anunciar as virtudes d’Aquele que nos chamou das trevas para a luz. Homens e mulheres estão igualmente incumbidos disso. Ora, por que razão deveríamos privar mulheres de celebrar os sacramentos/ordenanças (Leia-se Ceia e Batismo)? Conheço denominações em que as mulheres podem ensinar, pregar, trabalhar na secretaria, evangelizar, mas não podem celebrar a ceia ou o batismo. Isso não faz o menor sentido. Quem está habilitado a anunciar as virtudes do Deus vivo e a oferecer sacrifícios espirituais também está habilitado a partir o pão e batizar. Questão de coerência. O problema é que os homens não querem abrir mão da proeminência. Durante a celebração da primeira eucaristia, Jesus despiu-Se diante dos discípulos, cingiu-se de uma toalha e lavou-lhes os pés. Alguns entendem que o lava-pés seria uma cerimônia complementar da Ceia do Senhor. Mesmo que não encaremos como uma ordenança, não podemos fazer vista grossa ao fato de que foi durante a Ceia que Ele nos deu tal exemplo. Escrevendo a Timóteo, Paulo diz que antes de inscrever uma viúva para ser socorrida pela igreja, dever-se-ia verificar se a mesma praticou toda a boa obra, inclusive lavar os pés aos santos (1 Tm.5:10). À esta altura, o lavar os pés dos irmãos havia se tornado numa prática constante na igreja. Jesus deixara o exemplo aos Seus discípulos homens, porém, mesmo as mulheres a observavam. Isso fazia parte da diaconia, exercida tanto por homens quanto por mulheres.

5 – Foi a uma mulher que Jesus confiou o primeiro “ide” após Sua ressurreição


Jesus poderia ter aparecido primeiramente aos Seus discípulos homens, mas preferiu aparecer primeiro a uma mulher, a quem confiou Seu primeiro “ide” (Jo.20:17). É possível que os discípulos tenham se sentido desprestigiados por isso. - Por que a uma mulher, e não diretamente a nós? Talvez isso indicassse a importância que Jesus atribuia ao gênero feminino na difusão do Evangelho.


6 – Há evidências de que havia liderança feminina na igreja primitiva
Recomendo-lhes nossa irmã Febe, serva da igreja em Cencréia. Peço que a recebam no Senhor, de maneira digna dos santos, e lhe prestem a ajuda de que venha a necessitar; pois tem sido de grande auxílio para muita gente, inclusive para mim. Saúdem Priscila e Áqüila, meus colaboradores em Cristo Jesus. Arriscaram a vida por mim. Sou grato a eles; não apenas eu, mas todas as igrejas dos gentios. Saúdem também a igreja que se reúne na casa deles. Saúdem meu amado irmão Epêneto, que foi o primeiro convertido a Cristo na província da Ásia. Saúdem Maria, que trabalhou arduamente por vocês. Saúdem Andrônico e Júnias, meus parentes que estiveram na prisão comigo. São notáveis entre os apóstolos, e estavam em Cristo antes de mim.
Romanos 16:1-7
Quanta informação valiosa numa simples saudação! No texto original, Febe é chamada “diaconisa na igreja em Cencréia”. De acordo com o testemunho do autor patrístico Teodoreto de Ciro (393 – 466 d.C.), Febe era uma pregadora itinerante cuja fama correu o mundo todo. “Ela era conhecida não apenas entre os Gregos e Romanos, mas entre os bárbaros também”. E Febe não foi a única. Uma pedra tumular foi achada em 1903 no Monte de Oliveiras com esta inscrição: "Aqui jaz a serva e virgem noiva de Cristo, Sofia, a diaconisa, a segunda Febe". Isso demonstra que Febe tornou-se numa espécie de referência de liderança feminina na igreja primitiva.

Em sua recomendação, Paulo dá testemunho de que Febe teria sido de grande auxílio para muita gente, inclusive para ele mesmo. O texto original nos fornece uma compreensão um pouco mais acurada: "Porque ela tem sido indicada, realmente por minha própria ação, uma oficial presidindo sobre muitos."

O termo traduzido como “auxílio” é prostatis (Rom. 16:2). Esta palavra não é traduzida dessa maneira em nenhum outro lugar nas Escrituras gregas. Foi uma palavra comum e clássica que significava "padroeira ou protetora, uma mulher colocada por cima dos outros". É a forma feminina do substantivo masculino prostates, que significa "defensor" ou "guardião" quando se refere aos homens. Em 1 Timóteo 3:4-5,12 e 5:17, o verbo proistemi é usado a respeito das qualificações dos bispos e diáconos quando Paulo ordenou aos homens a "governarem" bem as suas casas, que incluiu cuidar das suas necessidades. O que foi que significou para homens, deve significar o mesmo para as mulheres. O que foi que estes bispos e diáconos fizeram para as suas casas, Febe fez para a igreja e Paulo. As posições foram idênticas.

Se nós recusarmos a admitir que Febe "governou", ou "liderou", ou foi uma "defensora", ou "guardiã", então nós precisamos rebaixar os diáconos para qualquer nível em que Febe estava ministrando. Se Febe só "auxiliou”, então é só isso que os diáconos fizeram. Seria muito inconsistente traduzir a palavra como "governador" quando se refere aos homens e "auxílio" quando se refere as mulheres.

Entre os que recebem a saudação paulina, destacam-se Priscila e Áquila, responsáveis por ensinar o Evangelho com mais precisão a Apolo, um dos mais eloquentes pregadores da época. Propositadamente, Paulo menciona Priscila antes de Áquila, o que poderia soar indelicado, para indicar sua importância ministerial. Um pouco mais adiante, Paulo nos revela dois personagens curiosos, a saber, Andrônico e Júnias, “notáveis entre os apóstolos”. Se, de fato, ambos, marido e mulher, eram considerados “apóstolos”, não sobre margem pra discutir sobre a legitimidade da liderança feminina na igreja primitiva.

7 – Porque está comprovado a capacidade feminina em exercer qualquer papel antes atribuído somente aos homens


Tenho sido testemunha do flagrante sucesso obtido por mulheres no exercício do ministério pastoral. Algumas obtiveram êxito onde homens falharam. Eu poderia citar vários casos do meu conhecimento. Depois de todas as conqusitas da mulheres na segunda metade do século XX pra cá, seria, no mínimo, anacrônico acreditar em sua incompetência para a liderança eclesiástica. Muito antes da revolução cultural, em tempos bíblicos elas já demonstravam suas habilidades como rainhas, juízas, profetizas, e, diga-se de passagem, até pastoras. Vide Ester, Débora, Ana e Raquel. Por que razão Deus as privaria do privilégio de serem instrumentos do Seu amor para cuidar do Seu rebanho particular?


Leia Mais em: http://www.genizahvirtual.com/2012/03/sete-razoes-favoraveis-ordenacao-de.html#ixzz2KQZ4EaxV
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial Share Alike

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

PIRIGUETE GOSPEL


PIRIGUETE GOSPEL

Por Dani Marques

Há muito se sabe que os homens são atraídos pelo olhar. Não é segredo pra ninguém que um homem consegue se excitar em questão de segundos, basta deslizar os olhos pelas curvas bem distribuídas de uma mulher, estando ela de roupa ou não. Existe uma comparação muito antiga e verdadeira que diz: "os homens são como forno elétrico, “acendem” num piscar de olhos, e as mulheres como forno a lenha, precisam de uma boa dose de carinho, atenção e afeto para que surja a primeira chama." Não, os homens não agem desta forma porque são tarados e maníacos sexuais, mas sim por causa da sua formação neurológica e hormonal. Eles foram criados assim! “Quer dizer então que se o meu marido trabalha com uma periguete vai passar o dia excitado e ardendo em desejo?” Depende. Se vocês tiverem uma vida sexual satisfatória e seu marido for um homem temente a Deus, capaz de controlar seus olhos e pensamentos, um decote ou bumbum bonitinho não causará muito estrago. Mas infelizmente esta não é a realidade da grande maioria dos casamentos. E existe algo que agrava um pouco mais a situação: a maneira como nós, mulheres, nos vestimos. E é sobre este assunto que quero falar.

Está em alta uma nova moda, uma moda que chegou para destruir vidas e relacionamentos. Estou falando do "estilo periguete”. Vamos juntos analisar alguns modelitos:

- Saias abajur de perereca - criada para cobrir nádegas e pelos pubianos, apenas;
- Blusinhas guardanapo - peça produzida para evitar que os mamilos apareçam;
- Vestidinho saída de banho - união das duas peças acima, mas com uma vantagem: cobre o umbigo;
- Peças segunda pele - deixa tudo em relevo, inclusive a cicatriz da cirurgia de apendicite.

O interessante, é que as adeptas a esse estilo não sentem frio. Não sei qual o segredo. Talvez o fogo que vem de dentro. Mas notei que quando a temperatura está abaixo de 10°C, o problema é solucionado com um casaquinho e uma meia arrastão.


“Meu Deus, mas essas moças estão por todos os lados! Será que consigo me refugiar dentro da igreja?” Sinto-lhe informar, mas o estilo periguete já adentrou o mundo gospel. Os modelitos não chegam a ser tão ousados, mas também causam estrago. A moda gospel conta com peças segunda pele, decotes ousados e blusinhas puxa-puxa: uma mão levantada pra louvar e a outra puxando a blusa para evitar que a barriga apareça.

“Ai Dani, mas que exagero!” Não, não estou exagerando. Há uns 2 meses atrás, uma esposa compartilhou comigo que seu marido havia passado todo o período do culto desnorteado. Não conseguiu prestar atenção em uma palavra sequer, por conta de um bumbum bem modelado em uma calça jeans agarrada no banco da frente. Este bumbum pertencia a uma mulher casada e mãe de dois filhos. Escutei também o desabafo de um esposo: “Durante os cânticos da igreja, tenho que permanecer de olhos fechados, por conta dos decotes, calças agarradas e barriguinhas das meninas que cantam no louvor". Não, não os culpo por isso. Lembre-se que um homem “acende” apenas com o toque de um botão, os olhos. E não demora muito para que o pensamento pegue fogo. E se este homem não for tremendamente comprometido com Deus e com sua esposa, um incêndio se inicia. Este incêndio se alastra lentamente, levando consigo a paz do seu casamento.

Mulheres, estamos levando os homens ao adultério com nosso modo de vestir! “Mas eu lhes digo: Qualquer que olhar para uma mulher e deseja-la, já cometeu adultério com ela no seu coração” Mateus 5:28. “Mas Dani, os homens deveriam controlar suas mentes e olhos!” Sim, eu creio nisto, mas nós podemos facilitar, e muito, este trabalho. Como? Sendo mais críticas ao analisarmos nossa imagem no espelho. Se você for casada, ao se vestir, pergunte ao seu marido se ele se excitaria ao ver uma mulher vestida desta forma. Preste atenção se a roupa salienta demais o seu bumbum. Se precisar abaixar, os seus seios ficarão a mostra? Se precisar levantar as mãos a barriga vai aparecer? A roupa é tão agarrada que mostra cada uma das suas curvas?


Quando somos sensuais e ousadas no nosso modo de vestir, transmitimos a seguinte mensagem: "É isto que eu sou! Este é o melhor que tenho a oferecer". É como se apertássemos com nossos próprios dedos os “botões de excitar” de todos os homens que passam por nós, casados ou não. Talvez, sem saber, já tenhamos sido motivo de discórdia entre um casal e quem sabe até de uma separação. Isso é realmente triste e trágico! Por outro lado, quando nos vestimos de forma decente e discreta, fazemos com que as pessoas enxerguem em nós qualidades que provavelmente ficariam ocultas atrás de um belo decote.

O diabo trabalha duro para te fazer acreditar que terá toda a sua carência emocional suprida se exibir o seu corpo com uma boa dose de sensualidade. É bem provável que até consiga se sentir querida e desejada por um período de tempo, mas é certo que sairá ferida de qualquer relacionamento que se inicie com esta motivação. Um homem que mostra interesse em uma mulher que expõe seu corpo dessa forma, deseja usufruir de tudo aquilo que tem enchido os seus olhos, mesmo que para isso seja necessário dizer um “eu te amo” ou “você é a mulher da minha vida”. Sim, os crentes também fazem isto. E depois que ele estiver bem satisfeito, vai descartá-la como um simples objeto, afinal, não foi isso que você mostrou ser? Um belo pedaço de carne?

Aos pais, eu digo: não permita que sua filha se exponha desta maneira. Ensine-a a se vestir e se portar como uma dama. Li um relato no livro Educando Meninas, de uma jovem de 16 anos que se vestira indecentemente para sair com seus amigos. Ela passou pelo seu pai, esperando ser barrada, mas ele apenas a abraçou e disse: “Juízo minha filha!” Ela deu um sorrido e saiu desapontada. Confessou ao autor do livro que o seu maior desejo naquele momento era que seu pai a tivesse impedido de sair vestida daquela maneira: “Eu provavelmente iria me chatear e retrucar, mas teria a certeza de que meu pai realmente se importa comigo.” Mulheres que se portam como vadias, atrairão cafajestes. Quer se casar com um cavalheiro? Então porte-se como uma dama!

Aos homens, o próprio Jesus diz: "Os olhos são a candeia do corpo. Se os seus olhos forem bons, todo o seu corpo será cheio de luz. Mas se os seus olhos forem maus, todo o seu corpo será cheio de trevas. Portanto, se a luz que está dentro de você são trevas, que tremendas trevas serão!" Mateus 6:22-23. Se uma mulher muito atraente passar por você (pessoalmente, na tv ou internet), não olhe a segunda vez. Quando aprender a dominar os seus olhos, vai perceber que é muito mais fácil controlar o restante do corpo. Mas isso não acontece do dia pra noite. É uma questão de treino. E para isto, te indico um excelente personal trainer, aliás, o melhor deles: Jesus!

Agora falo às meninas e mulheres: Guarde seu corpo, proteja-o. Ele é templo do Espírito Santo de Deus: “Acaso não sabem que o corpo de vocês é santuário do Espírito Santo que habita em vocês, que lhes foi dado por Deus, e que vocês não são de si mesmos? Vocês foram comprados por alto preço. Portanto, glorifiquem a Deus com o corpo de vocês." 1 Coríntios 6: 19 e 20. Não permita que outros homens roubem com os olhos aquilo que pertence a seu marido (ou futuro marido). Agindo desta forma, você estará preservando a sua saúde emocional, espiritual, o seu casamento (ou futuro casamento) e também o relacionamento de muitas outras pessoas.

De vez em quando, minha filha vê na televisão mulheres com roupas minúsculas, dançando e rebolando. Evitamos expô-la a esse tipo de programa, mas nem sempre é possível, por isso, já conversamos sobre o assunto. Explicamos a ela que o nosso corpo é muito especial, e só deve ser mostrado dessa forma ao nosso cônjuge. O próprio Deus habita em nós, e que Ele se entristece com esse tipo de comportamento. Como posso permitir que outros homens devorem com os olhos aquilo que pertence ao meu marido? Ela entendeu o recado e hoje, não se sente bem quando presencia essas cenas.


Lembre-se: A sua carne deseja as coisas deste mundo, ela vai tentar seduzi-la e arrastá-la: "Cada um, porém, é tentado pela própria cobiça, sendo por esta arrastado e seduzido. Então a cobiça, tendo engravidado, dá à luz o pecado, e o pecado, após ter-se consumado, gera a morte." Tiago 1:14-15. O vazio no seu peito e a necessidade de se sentir amada e desejada não pode ser suprida por um homem. Só Deus pode suprir sua carência emocional. Se você não teve um pai que foi amigo, companheiro, seu maior admirador e ao mesmo tempo um exemplo de autoridade, é muito provável que você busque inconscientemente suprir esta falta com os homens que passarem pela sua vida, seduzindo-os através do seu corpo e modo de vestir. Pesquisas comprovam isto. Mas saiba que a única coisa que vai colher é decepção e frustração, pois como diz o versículo, o pecado após ter sido consumado, gera a morte. Morte espiritual.

Deus pode enchê-la de tal forma e fazê-la tão feliz, que a sua busca desesperada chegará ao fim, busque-o! “Se vocês, apesar de serem maus, sabem dar boas coisas aos seus filhos, quanto mais o Pai que está no céu dará o Espírito Santo a quem o pedir!" Lucas 11:13”. "Vocês me procurarão e me acharão quando me procurarem de todo o coração. Eu me deixarei ser encontrado por vocês", diz o Senhor". Jeremias 29:13-14.

Estando cheia do Espírito Santo, você se sentirá bastante incomodada ao utilizar uma peça de roupa indecente. O próprio Deus irá te conduzir a cuidar e preservar o seu corpo, fazendo com que as pessoas sejam atraídas não pelo seu modo de vestir, mas sim pelo(a) seu/sua:

Cheiro: "Mas graças a Deus, que sempre nos conduz vitoriosamente em Cristo e por nosso intermédio exala em todo lugar a fragrância do seu conhecimento, porque para Deus somos o aroma de Cristo entre os que estão sendo salvos e os que estão perecendo". 2 Coríntios 2:14-15 .

Luz: "Disse Jesus: Eu sou a luz do mundo. Quem me segue, nunca andará em trevas, mas terá a luz da vida". João 8:12. "Vocês são a luz do mundo. Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus". Mateus 5:14 e 16

Vida: "Respondeu Jesus: Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim." João 14:6. "Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida, quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá". João 11:25

Alimento: "Então Jesus declarou: "Eu sou o pão da vida. Aquele que vem a mim nunca terá fome, aquele que crê em mim nunca terá sede". João 6:35

Água: "Jesus respondeu: Quem beber desta água (comum) terá sede outra vez, mas quem beber da Água que eu lhe der nunca mais terá sede. Pelo contrário, a Água que eu lhe der se tornará nele uma fonte de Água a jorrar para a vida eterna". João 4:13-14


"A beleza de vocês não deve estar nos enfeites exteriores, como cabelos trançados e jóias de ouro ou roupas finas. Pelo contrário, esteja no ser interior, que não perece, beleza demonstrada num espírito dócil e tranqüilo, o que é de grande valor para Deus." 1 Pedro 3:3-4

Não quero com esse texto trazer condenação a ninguém, afinal: "nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito". Romanos 8:1

Eu, assim como vocês, ainda estou aprendendo. Sou apenas uma aluna, talvez uma das piores... Meu desejo é o de aprender para poder ajudar e ensinar a outros. E para isso, conto com o melhor dos professores: "Nós, porém, não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito procedente de Deus, para que entendamos as coisas que Deus nos tem dado gratuitamente. Delas também falamos, não com palavras ensinadas pela sabedoria humana, mas com palavras ensinadas pelo Espírito, interpretando verdades espirituais para os que são espirituais". 1 Coríntios 2:12-13

Te convido a fazer parte desta turma. Hoje!


Dani Marques é colaboradora do Genizah e escreve em Salve meu Casamento!

sábado, 7 de julho de 2012

Como lidar com o medo - Daniel 10.12 - Simone de Melo

Por Simone de Melo


Daniel 10:12


Então me disse: Não temas, Daniel, porque desde o primeiro dia em que aplicaste o teu coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, são ouvidas as tuas palavras; e eu vim por causa das tuas palavras. 


Nesta passagem do livro de Daniel 10.12, Daniel tem uma visão de uma grande guerra e isto muito o impressionou, levando-o a jejuar e orar por três semanas para que compreendesse melhor a visão e ter discernimento espiritual dos acontecimentos dos últimos dias. Neste período ele não teria recebido uma resposta de suas súplicas até que uma mão o toca e revela que suas orações tinham sido ouvidas desde o primeiro dia, porém havia como se fosse uma guerra espiritual impedindo para que a resposta a suas orações não chegassem até ele.


Mediante este texto e breve relato do Capítulo 10 do livro de Daniel, quero falar a respeito de como triunfar em um estado de incerteza, grande aflição, sofrimento intenso e martírio profundo.


Não temas! O que é não ter medo? É ter força ou coragem que leva a afrontar os perigos; é ter bravura; firmeza e energia diante de grandes riscos; é ser perseverante e ousado, é ser audacioso. Não temer não significa ausência de medo, mas significa ter habilidade de confrontar o medo, a dor, a intimidação, significa que teremos medo, mas faremos o que precisa ser feito. Não temer é ir mais além, mais adiante, atacar de frente, encarar com dignidade, entrar no combate, na peleja, na luta e se esforçar para vencer as dificuldades.


Porém, quando Deus nos diz para não temer, assim como fez com Daniel, Ele também está dizendo que teremos que nos superar, que teremos que enfrentar com cabeça erguida as frustrações e as maiores dores pelas quais passamos, mas Ele estará ao nosso lado, mesmo que haja uma guerra espiritual que impeça que nossas orações sejam respondidas, Ele estará ao nosso lado, mesmo que a dor seja insuportável, que o choro seja contínuo, que a perda seja um enorme incômodo, Ele estará ao nosso lado como uma coluna que sustenta uma cúpula, como um pai de família que provém o sustento necessário, como um forte que sinaliza uma cidade, como os pés que amparam para não cair, Ele estará ao nosso lado, é esta certeza que Ele nos garante e que nos faz entender o real significado de não temer.


Como não temer? É possível aprender a conviver com o medo, é possível arriscar e enfrentar o medo. Segundo os cientistas, "o medo é uma reação emocional a um evento, uma resposta pode ser diferente para pessoas diferentes. O que leva alguém a temer é baseado no que essa pessoa interpreta o evento." Ou seja, tudo depende como você interpreta, absorve e reage a uma determinada situação que aparentemente o coloca em perigo, desconforto ou insegurança.


Aqui nós vemos que havia em Daniel uma enorme inquietude, ele ficou aflito e atormentado, uma visão de uma grande guerra faz com que ele fique extremamente temeroso. Mas o que isto envolveria? Porque aquela visão? Porque é  ele que recebe aquela informação? A interpretação de Daniel para a visão da guerra o deixa de tal forma angustiante, que o leva a buscar em Deus uma resposta para sua agonia e mesmo orando e jejuando durante dias, a sua busca em oração de nada traria resultados, talvez neste momento o medo tivesse aumentado e a magnitude de sua tribulação pessoal tenha o deixado desanimado.


Mediante estudos realizados por médicos especializados no assunto, "no plano psicológico, o medo é causado por uma resposta, em parte do cérebro chamada amígdala, localizados no sistema límbico. A amígdala ativa o sistema nervoso autônomo, as pupilas dilatam, ativa a taxa de sangue e a pressão de cabelo, afeta o estômago e deixa palpitante o coração."


Posso imaginar que era exatamente assim que encontrava-se o estado de Daniel ao ter a visão, da mesma forma, é assim que nos sentimos quando nos encontramos em um estado de tensão e preocupação,  principalmente quando não temos resposta ou não encontramos resolução de uma dificuldade, porém temos a oportunidade e privilégio de buscar em Deus o que não conseguimos resolver.


Enfrente o medo - Há na Bíblia 365 vezes a expressão: Não temas! Isso nos dá uma total garantia e conforto que Deus estará do nosso lado. Em Isaías 41.10 encontramos "não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou o teu Deus: eu te fortaleço e te ajudo e te sustento com a minha destra fiel". Reconheça que tem medo, mas tenha coragem para ser um vencedor.


Ore com fé - Mesmo enfrentando seus medos, Daniel não desistiu de orar e jejuar, ele tinha convicção que a hora da resposta chegaria, que a segurança que lhe faltava estaria em Deus, ele exercitou sua fé, a pôs em prática, permaneceu em oração e lutou contra as possibilidades de fracasso.
Quando achamos que a oração que não tem resposta imediata pode parecer em vão, quando na verdade existe uma luta constante espiritual, precisamos compreender que uma guerra não se ganha em um único dia, mas como disse o famoso oficial do exército britânico Winston Churchill "O sucesso consiste em ir de derrota em derrota sem perder o entusiasmo." Mesmo que a vitória esperada não venha em um primeiro momento, não desespere, ore e creia. 


"Pela fé e pela oração, fortaleça as mãos frouxas e firme os joelhos vacilantes. Você ora e 


jejua? Importune o trono da graça e seja persistente em oração. Só assim, receberá a 


misericórdia de Deus". John Wesley


Fonte: http://simonedemelo.blogspot.com - Escrito por: Simone de Melo


quinta-feira, 7 de junho de 2012

O que é ser Cristão


Ser Cristão a luz da Bíblia

Ofereci as minhas costas aos que me feriam, e as minhas faces aos que me arrancavam a barba; não escondi o meu rosto dos que me afrontavam e me cuspiam” (Is 50.6).

Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguiram e, mentindo, disserem todo mal contra vós por minha causa. Alegrai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram aos profetas que foram antes de vós” (Lc 21.11,12).

Porventura não disseram a meu senhor o que fiz, quando Jezabel matava os profetas do Senhor, como escondi cem dos profetas do Senhor, cinqüenta numa cova e cinqüenta noutra, e os sustentei com pão e água?” (I Rs 18.13). 
"... passaram para Davi, ao lugar forte no deserto, homens valentes adestrados para a guerra, que sabiam manejar escudo e lança; seus rostos eram como rostos de leões, e eles eram tão ligeiros como corças sobre os montes” (I Cr 12.8).

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

A vulgaridade das roupas femininas!

A Moda é Ser Vulgar!

Mulher Agora Usa Uniforme de Biscate

Estou ficando velho. Ou meu senso estético se aprimorou com o tempo. O que eu acho é que a moda para mulheres virou uma biscatice prêt-à-porter. A maioria das moçoilas cismou de usar uniforme de vadia.

Sei. Vou parecer um misógino falocrata, uma azêmola moralista, um beócio reacionário, um brucutu. Podem procurar no dicionário, estou dizendo coisas horríveis sobre mim mesmo. Admito que não foi fácil chegar a essa conclusão.

Sim, estou generalizando. Ok, me refiro àquelas produções das minas para baladas, festas e barzinhos (poderia citar até igreja). Nos ambientes corporativos e em alguns velórios a situação ainda não é tão crítica. Ainda. Há exceções.

Não aguento mais ver todas as moças bonitas ou feias ou medianas se vestindo como bailarinas do Faustão, marias-chuteiras, rainhas de bateria ou garotas de programa. Seja no show sertanejo (ou gospel), na churrascada de domingo ou no aniversário da prima. Tá dominado.

Estou falando sério. Podem me detonar. Eu adoro mulher, juro, apesar de usar piercing. E quebro o pescoço quando passa uma deusa na rua. Mas o fato é que a sensualidade feminina virou sinônimo de vulgaridade.

Prestem atenção, principalmente nas beldades mais jovens. Elas se vestem igual, parece uma clonagem, um surto coletivo, uma epidemia, uma lavagem cerebral. Ser sexy, libidinosa, visualmente disponível, agora é a regra.

A farda da mulherada tem um item inegociável: saias curtas, muito curtas, curtíssimas. Ou vestidos, shortinhos, sei lá. Pernas à mostra, com ou sem celulite. E bustos, e costas, e braços. Todas as curvas e retas precisam estar dentro do campo de visão dos transeuntes. Isso é vertigem.

Até no inverno esse padrão se impõe, graças às leggings e meias-calças de lã. “Biscate não sente frio” vai substituir “Ordem e Progresso” na bandeira nacional. Seremos a pátria das patricinhas? Ou o país das panicats?

Sim, porque o que muda é a qualidade e o preço dos poucos tecidos. Essa ascensão do corte das roupas não mais distingue classes sociais. Peruas e periguetes, tanto faz. E o governo não toma nenhuma providência!

Existe uma regra básica, meninas: mostrou uma parte do corpo, segura o resto. Não tem falha. Os marmanjos vão salivar discretamente, até por que babar é muito feio. Escancarou? O selvagem sexto sentido dos homens elimina os cinco anteriores. Nessa hora, ninguém presta.

É uma feira, uma exposição, uma gincana. Um Big Brother, uma Fazenda. Um açougue. Que a Sabrina Sato se vista do jeito dela, eu entendo, ela é paga para isso, merece cada centavo. Mulherão. Profissional.

Mas qual o cachê que as humanas mortais esperam receber ao final de um espetáculo exibicionista que se perde na multidão? Cadê plateia pra tanto show?

Foi para isso que as mulheres se rebelaram contra séculos de opressão? Rebeldia agora é ser discreta e elegante. Tem coisa mais bonita que a noiva nua e o seu véu?

Sexualidade é um diamante muito íntimo. Um corpo bonito merece ser procurado, escavado, explorado. Conquistado. Nenhum tesouro fica exposto a céu aberto.

Quer dar? Dê-se ao respeito. O primeiro beijo é na mão.

___________________________________________________________________
Autor: Marco Antônio Araujo
Blog: O Provocador


sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Eu escolho Deus!


Senhor, eu nasci pra te chamar de Deus
Eu nasci pra te chamar de pai e andar do seu lado

Senhor desde o ventre da minha mãe,
Eu sou povo exclusivo seu, eu sou abençoado se vivo obediente.
Mais todo dia o pecado vêm, me chama
Todo dia as propostas vêm, me chama
Todo dia vêm as tentações, me chama
Todo dia o pecado vêm

Mas eu escolho Deus, eu escolho ser amigo de Deus
Eu escolho Cristo todo dia,
Já morri pra minha vida agora vivo a vida de Deus

Senhor, eu nasci pra te chamar de amor
Eu nasci pra te chamar de pai e andar do seu lado

Senhor desde o ventre da minha mãe,
Eu sou povo escolhido Teu, eu sou abençoado se vivo obediente
Mais todo dia o pecado vêm, me chama
Todo dia vêm as tentações, me chama
Todo dia as propostas, me chama
Todo dia o pecado vêm

Mas eu escolho Deus, eu escolho ser amigo de Deus
Eu escolho Cristo todo dia,
Já morri pra minha vida agora vivo a vida de Deus

"Thalles Roberto"